Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Ranolfo Vieira Júnior debate ações de Segurança Pública com representantes do bairro Cidade Baixa

Publicação:

Entre as determinações do secretário, está o reforço do policiamento ostensivo, observando o volume de pessoas no bairro de acordo com os dias da semana.
Entre as determinações do secretário, está o reforço do policiamento ostensivo - Foto: Rodrigo Ziebell/SSP
Por Claiton Silva

O vice-governador e secretário da Segurança Pública, delegado Ranolfo Vieira Júnior, se reuniu com representantes da Associação dos Comerciantes da Cidade Baixa (ACCB). O encontro, ocorrido nesta quarta-feira (30), contou com a participação do deputado federal Maurício Dziedricki, do deputado estadual Aloísio Classmann e do vereador de Porto Alegre, Cássio Trogildo.

Acompanhado do comandante do 9º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Rodrigo Mohr, do delegado Fernando Soares, diretor da Delegacia regional de Porto Alegre, e do delegado Paulo César Jardim, titular da 1ª Delegacia de Polícia de Porto Alegre, Ranolfo recebeu dos comerciantes o diagnóstico da atual situação da Cidade Baixa na área da Segurança. “Mobilizamos estas estruturas para que haja um alinhamento rápido das iniciativas a serem desencadeadas. Passaremos as orientações e ainda nesta semana daremos início a uma série de ações visando a pronta resposta às demandas apresentadas”, assegurou.

Atualmente, a Cidade Baixa gera cerca de três mil empregos diretos nos setores de alimentação, lazer e entretenimento. De acordo com Maria Izabel Nehme, consultora contratada pela ACCB, o temor de quem possui um negócio na região está na quebra da imagem que o bairro conquistou ao longo das últimas décadas. “Queremos que ele mantenha a atividade e a sua principal característica. Hoje, as pessoas começam a deixar de imaginar a Cidade Baixa como um centro da boemia e da gastronomia e passam a vê-la como um local perigoso”, alertou.

Entre as determinações do secretário, está o reforço do policiamento ostensivo, observando o volume de pessoas no bairro de acordo com os dias da semana. A ACCB irá repassar imagens, visando auxiliar os trabalhos de investigação e demais ações especializadas.

Uma próxima reunião será realizada em meados de fevereiro com a presença de representantes da Prefeitura Municipal de Porto Alegre. A intenção da SSP é estabelecer um trabalho integrado, alinhando procedimentos e visando a resolução dos problemas de segurança, agravados com a morte de três pessoas no último domingo (27).

Secretaria da Segurança Pública