Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Polícia Civil empossa novos diretores de departamento

Publicação:

DSC 0109
Metade das 12 subáreas da PC será comandada por mulheres. Muitas delas pela primeira vez, como é o caso do DHPP - Foto: Rodrigo Ziebell
Por Claiton Silva

Os novos diretores de departamento da Polícia Civil (PC) assumem com a missão de ampliar a integração, otimizar recursos e fortalecer o combate ao crime organizado. Eles foram empossados nesta quarta-feira (09) em ato que contou com a presença do vice-governador e secretário da Segurança Pública, delegado Ranolfo Vieira Junior.

Metade das 12 subáreas da PC será comandada por mulheres. Muitas delas pela primeira vez, como é o caso do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), agora sob a direção da delegada Vanessa Pitrez Correa.  

Para o vice-governador, o processo faz parte de uma evolução natural das instituições. “A mudança contribui para a melhoria dos serviços prestados. A sociedade gaúcha tem uma expectativa muito forte pelo trabalho que vocês e as suas equipes irão desenvolver. O êxito será refletido na promoção de mais segurança a todos”.

Escolhido para falar em nome da corporação, o subchefe da PC, delegado Fábio Motta, destacou a necessidade de melhorar o atendimento ao cidadão em um cenário de escassez de recursos. “Este é um dos nossos maiores desafios. Há diversos exemplos bem sucedidos em situações de abundância de investimentos. Pretendemos atingir os resultados projetados trabalhando com aquilo que dispomos”, assegurou.

departamentos
O vice-governador frisou a grande expectativa da sociedade nos resultados a serem apresentados pela nova gestão da PC - Foto: Rodrigo Ziebell

Especialização das atividades e foco no atendimento às vítimas

Sob o comando da delegada Nadine Anflor, o novo grupo de diretores assume num momento em que a PC passa por um processo de modernização e segmentação das suas atividades. Nos últimos anos, estruturas especializadas foram criadas com o intuito de dar mais eficiência aos processos investigativos. Entre elas, estão as Delegacias de Repressão ao Crime de Lavagem de Dinheiro (DRLDs) e as Delegacias Especializadas de Combate aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrabs).

A nova gestão inicia suas atividades apresentando a criação do Departamento Estadual de Proteção a Grupos Vulneráveis (DPGV), que terá sob sua responsabilidade as áreas da criança e do adolescente, violência contra a mulher, violência contra o idoso, discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, procedência nacional ou orientação sexual. O departamento possui a missão de melhorar o atendimento à vítima, aperfeiçoando os procedimentos, garantindo ambiente isolado e atendimento diferenciado, em virtude da característica das ocorrências.

“Trata-se de uma determinação direta da Chefia da PC. O primeiro passo é fortificar as delegacias já existentes e colocar em funcionamento as que foram criadas pelo novo regimento interno. Entre elas, uma delegacia de pronto atendimento para o vulnerável”, esclareceu a diretora do DPGV, delegada Shana Hartz.

Integração e proteção aos municípios do interior

No Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC), o novo titular, delegado Sander Cajal, manterá grande parte da atual equipe e trabalhará de forma mais intensa a integração com as delegacias do interior do Estado. “A intenção é dar continuidade e aprimorar o trabalho desenvolvido até então. Daremos muita atenção aos ataques a banco e a toda cadeia criminosa que está por trás do roubo de veículos, aproveitando a criação das Delegacias de Polícia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACOs) e atuando em parceria com o Gabinete de Inteligência Estratégica (GIE)”, garantiu.

O Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (DENARC) irá ampliar as ações em parceria com o DHPP e as investigações visando desarticular e descapitalizar as quadrilhas, com um olhar diferenciado para o avanço das facções criminosas em regiões fora do eixo Porto Alegre-Serra.

Segundo o novo diretor, delegado Vladimir Urach, mais de 80% das ocorrências de homicídio doloso estão ligadas ao tráfico de drogas, realidade que torna necessária a parceria entre diferentes departamentos. “Atuar em conjunto é fundamental para que obtenhamos sucesso, assim como frear os avanços dos criminosos nos municípios de menor porte. Para tanto, torna-se vital trabalhar, também, a questão da lavagem de dinheiro, através da delegacia especializada neste tipo de delito que possuímos no DENARC”, frisou.

DSC 9939
Delegada Adriana Regina da Costa assume o Departamento de Polícia Metropolitana (DPM) - Foto: Rodrigo Ziebell

Confira a composição completa dos departamentos:

- Chefe de gabinete: delegada Patrícia Tolotti Rodrigues;

- Departamento de Polícia Metropolitana (DPM): delegada Adriana Regina da Costa;

- Departamento de Polícia do Interior (DPI): delegado Joeberth Pinto Nunes;

- Academia de Polícia: delegada Elisângela Melo Reghelin (recondução);

- Corregedor-Geral da Polícia Civil: delegado Marcos Coelho Gonçalves Meirelles (recondução);

- Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC): delegado Sander Ribas Cajal;

- Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (DENARC): delegado Vladimir Peukert Urach;

- Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP): delegada Vanessa Pitrez de Aguiar Correa;

- Departamento de Administração Policial: delegada Elisângela Piccoli de Bastiani;

- Departamento de Tecnologia da Informação Policial (DTIP): delegado Antônio Vicente Vargas Nunes (recondução)

- Departamento Estadual de Proteção a Grupos Vulneráveis (DPGV): delegada Shana Luft Hartz;

- Gabinete de Inteligência e Assuntos Estratégicos (GIE): delegado Endrigo Veiga Marques.

Secretaria da Segurança Pública