Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

No Dia da Mulher, Polícia Civil amplia para 32 o total de Salas das Margaridas no Estado

Publicação:

A Chefe da Polícia Civil, Nadine Anflor, sentada em frente ao seu computador durante uma chamada de vídeo.
No Dia Internacional da Mulher, 9 Salas das Margaridas foram inauguradas. - Foto: Raquel Barcellos / DCS

Uma sequência de inaugurações virtuais, promovidas pela Polícia Civil, marcou mais um dia de luta pelo fim da violência contra a mulher. NO Dia Internacional da Mulher, celebrado nesta segunda-feira, (08), nove Salas das Margaridas foram inauguradas nas Delegacias de Polícia de Pronto Atendimento de São Leopoldo, Novo Hamburgo, Gravataí, Alvorada e Canoas, na Região Metropolitana; e nas DPPAs de Rio Grande e Santana do Livramento e Delegacias de Polícia de Marau e Parobé, no interior. A cerimônia contou com a participação da Chefe de Polícia, Nadine Anflor, que falou sobre a importância do espaço e realizou um tour virtual pelas novas instalações.

A Sala das Margaridas é uma das principais políticas públicas da Polícia Civil no enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher. É um espaço reservado, privativo e acolhedor, onde são registradas ocorrências policiais, oitivas das vítimas, bem como, o pedido de medidas protetivas e demais ações que fazem parte da Lei Maria da Penha. “É um momento extremamente importante para a Instituição e para as mulheres no geral, principalmente, aquelas que ainda sofrem nas mãos de seus algozes”, reflete a Delegada Nadine.

Embora marcado pela distância física, em função da Covid-19, o evento virtual também serviu para que a Chefe conhecesse parte das equipes responsáveis pelo atendimento nesses espaços. “Conversar com os agentes que vivem a Sala das Margaridas no dia a dia é tão importante quanto entender a dinâmica da violência contra a mulher. Afinal, esses policiais são, muitas vezes, o primeiro auxílio recebido por aquela mulher que sofre e que tem na polícia sua última esperança”, considera Nadine.

Os locais escolhidos para as novas salas indicam a dedicação da Polícia Civil no combate à violência contra a mulher, uma vez que, do grupo de nove cidades, cinco são consideradas pontos estratégicos dentro do contexto da violência doméstica e, também, do programa RS Seguro – que mapeia os municípios mais violentos do estado e traça estratégias para diminuir os índices criminais. Com as novas inaugurações, o estado já possui 32 Salas das Margaridas.

Secretaria da Segurança Pública