Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

DetranRS divulga resultados da pesquisa de satisfação dos serviços

Publicação:

Card com título "Pesquisa de satisfação com serviços dos credenciados - primeiro semestre de 2020". Ao lado, gráficos de barras com as notas. Instalações 8,9 CFCs e 7,8 CRVAs. Tempo de atendimento, 8.8 CFCs e 7,5 CRVAs. Qualidade 9,1 CFCs e 8,2 CRVAs.
Média geral da resposta de mais de 20 mil usuários ficou em 8,8 numa escala de 10 - Foto: Divulgação/DetranRS

De zero a dez, quanto os gaúchos recomendariam os serviços dos Centros credenciados do DetranRS? A média das respostas de mais de 20 mil usuários ficou em 8,8. O resultado dos primeiros seis meses da pesquisa de satisfação foi divulgado pela Autarquia nesta quinta-feira (15).

Em um primeiro momento, a pesquisa mediu a qualidade dos serviços nos Centros de Formação de Condutores (CFCs) e Centros de Registro de Veículos Automotores (CRVAs). A partir deste mês, também serão avaliados pelos usuários os serviços dos Centros de Remoção e Depósito e os Centros de Desmanches.

Desde o início do ano, todos que utilizam os serviços dos CRVAs e CFCs cadastram um e-mail e recebem automaticamente uma pesquisa para avaliar vários quesitos, como instalações físicas, tempo para atendimento, qualidade e satisfação geral. A pergunta sobre a indicação do serviço dá uma ideia geral da satisfação do serviço como um todo.

A qualidade do atendimento teve a maior média (8,8), sendo que a clareza das informações prestadas e a cordialidade foram mais bem pontuadas, ambas com nove. Em seguida, ficaram as instalações físicas, com média 8,6. No quesito tempo de atendimento, CFCs e CRVAs foram avaliados com média 8,4.

Variação

Embora com uma média considerada alta, o DetranRS verificou grandes disparidades entre os Centros. Os CFCs, no geral, foram mais bem avaliados: a média geral de satisfação (o quanto você indicaria o serviço) ficou em 9,2, enquanto os CRVAs tiveram média 8,0.

“Até então, a Autarquia não possuía uma ferramenta para medir a satisfação com os serviços dos credenciados. O que nos chegava era através dos canais de atendimento, ou então nas supervisões e fiscalizações. Com essa medição mais objetiva, podemos otimizar nossos recursos e direcionar esforços para atuar especificamente onde estão os problemas”, explica o diretor-geral do DetranRS, Enio Bacci.

Ações

A partir da pesquisa, o DetranRS vai elaborar um diagnóstico apontando onde estão os problemas: quais localidades e quais itens foram menos bem avaliados. Munidos desses dados, as áreas vão projetar possíveis intervenções.

“Como a pesquisa é contínua, será possível lá na frente avaliar se as intervenções realizadas tiveram resultado positivo. O que significa que a pesquisa não avaliará somente a qualidade do serviço prestado pelo credenciado, mas também a qualidade das nossas intervenções”, explica o coordenador da Assessoria Técnica, Silvério Kist.

Texto: Ascom DetranRS
Edição: Ascom SSP

Secretaria da Segurança Pública