Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

BM e PC deflagraram Operação Forças Integradas para cerco a crimes contra a vida

Intensificação da ação policial, que ocorrerá em bairros de Caxias do Sul, Capital e Passo Fundo, já resultou em 14 prisões

Publicação:

Agentes da BM e da PC em formação para o início da operação
Mais de 800 agentes estiveram envolvidos na operação - Foto: Divulgação/SSP

Com o objetivo manter o decréscimo observado nos indicadores criminais ao longo dos últimos dois anos, sobretudo os crimes violentos letais intencionais (homicídios, latrocínios e feminicídios), a Brigada Militar e a Polícia Civil deflagraram, nesta quarta-feira (14/7), com apoio da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), a Operação Forças Integradas. A mobilização vai intensificar a presença policial preventiva, repressiva e investigativa em bairros de Caxias do Sul, Passo Fundo, Porto Alegre e pontos da Região Metropolitana, a partir da estratégia de foco territorial do Programa RS Seguro. Ao longo da madrugada as atividades da Operação, com cumprimento de mandados pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da PC,  já resultaram na prisão de 14 suspeitos de homicídios.

Em respeito aos protocolos de prevenção contra a Covid-19, o lançamento da operação ocorreu em ampla área aberta da Academia de Polícia Militar (APM), no Complexo de Ensino da Brigada Militar,  com observação das normas de distanciamento, disponibilização de álcool em gel e uso obrigatório de máscaras. 

Fila de policiais militares em formação lado a lado no pátio da Academia de Polícia Militar. Todos de máscara.
No total, são mais de 800 policiais militares e civis envolvidos nas ações - Foto: Carlos Ismael Moreira/SSP
A ofensiva tem atuação de policiais militares de quatro Batalhões de Polícia de Choque (1º BPChq – Porto Alegre, 2º BPChq – Passo Fundo, 3º BPChq – Santa Maria e 4º BPChq – Caxias do Sul), das Forças Táticas das unidades operacionais com responsabilidade territorial nas cidades alvo, simultaneamente com efetivos dos Comandos de Policiamento da Capital (CPC) e Metropolitano (CPM), da Serra e do Planalto. Há ainda apoio de integrantes do 6º BPChq, de Uruguaiana, como primeira atividade após treinamento recentemente concluído e que permitirá a instalação da nova unidade na Fronteira Oeste, que deve ser inaugurada nos próximos meses. Também participam alunos-soldados, que serão empregados em estágio operacional nos finais de semana em pontos de visibilidade.

"Parabenizo todos pelo empenho e, em ações como essa, quem ganha é a sociedade gaúcha. Estaremos atuantes e presentes para manter a redução nos indicadores de criminalidade" enfatizou o comandante-geral da BM, coronel Vanius Cesar Santarosa.

Fila de policiais civis lado a lado no pátio da Academia de Polícia Militar, ao fundo, fila de PMs também lado a lado. Todos de máscara.
Volantes dos Departamentos de Homicídios e Proteção à Pessoa e de Polícia Metropolitano se integram às ações de patrulhamento - Foto: Carlos Ismael Moreira/SSP

A Polícia Civil participa com a troca de dados de inteligência e em ações conjuntas para cumprimentos de mandados de busca e apreensão, de prisão, além de fiscalização de estabelecimentos e veículos. As ações contam com equipes volantes do DHPP e do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM), além de reforço em plantões nos municípios envolvidos para recebimento e registro de eventuais flagrantes e ocorrências.

"Desde as primeiras horas da manhã a Polícia Civil tem atuado, em apoio a Operação, coordenada pela SSP, e até o momento já temos 14 presos nesta atuação" disse a chefe de Polícia, delegada Nadine Farias Anflor.

A estratégia é intensificar a integração entre as forças de segurança na aplicação prática de recursos policiais, dentro do planejamento do Programa RS Seguro. A partir do monitoramento permanente realizado pela Gestão de Estatística em Segurança (GESeg) em 23 municípios priorizados, identificou-se a necessidade de ampliar temporariamente os esforços em alguns bairros de Caxias, da Capital e de Passo Fundo, para frear a ocorrência de crimes contra a vida, com concentração verificada nesses locais na primeira metade de julho.

Com essa análise estatística, os órgãos conseguem aumentar a eficiência do trabalho de policiamento, nos horários e locais onde há maior vulnerabilidade, bem como a busca por informações que qualifiquem as investigações em curso.

Ainda estiveram presentes no lançamento da operação, o subcomandante-geral, coronel Cláudio Dos Santos Feoli, o comandante do Comando de Policiamento da Capital, coronel Fernando Gralha Nunes, entre outras autoridades.

Chefe da Polícia Civil, delegada Nadine Anflor, e comandante-geral da BM, coronel Vanius Cesar Santarosa, diante de banners do RS Seguro, da BM e da Polícia Civil. Santarosa fala ao microfone.
Chefe da Polícia Civil, delegada Nadine Anflor, e comandante-geral da BM, coronel Vanius Cesar Santarosa, orientaram o efetivo - Foto: Carlos Ismael Moreira/SSP

Texto: Ascom SSP, BM e PC
Edição: Carlos Ismael Moreira

Secretaria da Segurança Pública