Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Secretário Santarosa visita o Crepec-Sul, nova sede do IGP

Titular da SSP conheceu setores da instituição e conversou com a diretora-geral sobre processo da cadeia de custódia de provas

Publicação:

Diretora Heloísa apresentou as instalações do Crepec-Sul ao secretário Santarosa (C). Ambos aparecem em pé, lado a lado, no centro da imagem. Nos cantos direito e esquerdo, dois peritos de jalecos, luvas e máscaras brancas, observaram uma mesa com uma painel no qual há diversas manchas vermelhas.
Diretora Heloísa e secretário Santarosa (C) também acompanharam aula para novos peritos sobre análises de manchas de sangue - Foto: Divulgação/IGP

O secretário da Segurança Pública do Estado, coronel Vanius Cesar Santarosa, visitou nesta sexta-feira (13/5) as instalações do prédio do Centro Regional de Excelência em Perícias Criminais (Crepec Sul), nova sede do Instituto-Geral de Perícias (IGP), inaugurado em março na Capital.

Acompanhado da diretora-geral do IGP, perita criminal Heloisa Kuser, o secretário visitou as salas destinadas à cadeia de custódia, local onde ficam armazenados os vestígios de crimes que são encaminhados à perícia, a câmara fria e o local onde são feitos os exames periciais de balística e de informática forense.

Santarosa também conferiu a utilização do Indexador Balístico, novo equipamento adquirido pelo IGP para aprimorar as perícias de munições de armas de fogo e que automatiza o cruzamentos de dados de vestígios de várias cenas de crime. O secretário ainda visitou as salas de aula do curso de formação profissional, onde os novos peritos estavam recebendo uma aula sobre manchas de sangue.

Secretário Santarosa e Diretora Heloísa aparacem sentados lado a lado em uma sala. Ela segura nas mãos uma folha grande de papel com anotações.
Diretora Heloísa e secretário Santarosa trataram do encaminhamento de diálogo junto ao Judiciário sobre custódia de provas - Foto: Divulgação/IGP

Em seguida, Santarosa e Heloísa reuniram-se com diretores do IGP para tratar do processo de armazenamento de material biológico e dos demais vestígios de crimes que são periciados pelo IGP. Recente mudança de entendimento do Poder Judiciário quanto ao fluxo da cadeia de custódia dos materiais, a partir de alteração promovida no Código de Processo Penal em 2019, vai demandar a construção de acordo quanto à permanência transitória e o descarte desses materiais pelo IGP. Na reunião, o secretário e a diretora acordam encaminhar, na sequência, diálogo junto ao Tribunal de Justiça e o Ministério Público para construir uma solução conjunta.

O encontro também teve as presenças dos diretores dos departamentos de Criminalística, Sheila Wendt, de Perícias Laboratoriais, Daniel Scolmeister, e de Perícias do Interior, Marguet Mittmann, além da supervisora técnica, Fernanda Jardim.

Texto: Ascom IGP
Edição: Carlos Ismael Moreira/SSP

Secretaria da Segurança Pública