Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Ranolfo e Marchezan discutem ações conjuntas para o RS Seguro

Porto Alegre é um dos municípios prioritários para ações do programa transversal e estruturante de Segurança Pública

Publicação:

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 17/05/2019 - O governador em exercício Ranolfo Vieira Júnior apresentou, na tarde desta sexta-feira (17/05), o programa RS Seguro ao prefeito Nelson Marchezan Júnior. Fotos: Gustavo Mansur/Palácio Piratini
Governador em exercício Ranolfo Vieira Júnior e equipe do RS Seguro apresentaram programa ao prefeito Marchezan - Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini
Por Vanessa Kannenberg Edição: Marcelo Flach/Secom

Governador em exercício e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior discutiu com o prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior, na tarde desta sexta-feira (17/5), os próximos passos do programa RS Seguro.

A Capital é um municípios prioritários para as ações do programa transversal e estruturante de Segurança Pública criado por decreto e lançado pelo governador Eduardo Leite no dia 28 de fevereiro.

Além de detalhar os quatro eixos do RS Seguro – (1) combate ao crime, (2) políticas sociais preventivas e transversais, (3) qualificação do atendimento ao cidadão e (4) sistema prisional –, Ranolfo e o delegado Antônio Padilha, secretário-executivo do programa, pediram para a gestão municipal participar da criação de um plano de ações.

“Acreditamos que somente planejando e executando ações de forma coordenada e integrada conseguiremos reduzir os índices de criminalidade. Claro que ter efetivo nas ruas e prender criminosos é importante, mas queremos atacar em outras frentes, como na prevenção, investindo em educação, cultura e lazer, entre outras, para oferecer aos gaúchos um Estado mais civilizado para residir e investir”, explicou o governador em exercício.

Marchezan confirmou que a Capital é parceira do Estado no programa. Assim, foi marcada uma reunião técnica com equipes do município e do governo para que possam trabalhar no plano de ações, com diretrizes, metas e prazos.

Secretaria da Segurança Pública