Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Polícia Civil faz maior apreensão de drogas sintéticas da história do Estado

Ação do Denarc recolheu 14,2 mil comprimidos de ecstasy na Capital

Publicação:

Fundo da imagem é um xadrez quadriculado em preto e branco. Nos quadro pretos está escrito Polícia Civil. Nos branco, está o brasão da instituição. À frente desse fundo, uma mesa repleta com comprimidos de ecstasy. Na mesa, há ainda O 0800518518 do Denarc
Comprimidos de ecstasy estavam escondidos em encomenda que viria do Pará para o Rio Grande do Sul - Foto: Polícia Civil/Divulgação
Por Leandro Adão/Ascom Polícia Civil

Na tarde desta segunda-feira (27/01), em ação de combate ao tráfico de drogas no bairro Humaitá em Porto Alegre, a Polícia Civil, por meio da 4ª Delegacia de Investigação do Narcotráfico (4ª DIN) do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (DENARC), realizou a maior apreensão de drogas sintéticas da história do Rio Grande do Sul. A ação recolheu aproximadamente 14.200 comprimidos de ecstasy prontos para distribuição e consumo.

Os agentes do DENARC investigavam uma rota de envio de ecstasy de outros Estados mediante utilização de empresas de logística e transporte rodoviário de mercadorias. Antes da entrega de embalagem transportada, durante vistoria realizada, foi identificado um volume suspeito que registrava conter alimentos oriundo do Estado do Pará com destino ao Rio Grande do Sul. Após inspeção no interior da embalagem, foram localizados os comprimidos.

Segundo estimativa do DENARC, a retirada de circulação dessa grande quantidade de drogas sintéticas se reverte em prejuízo de mais de meio milhão de reais que poderiam ser arrecadados pela rede de distribuição criminosa do narcotráfico com a venda do material.

A ação integra a estratégia da Polícia Civil na atuação focada em grupos criminosos organizados na distribuição de drogas ilegais. As investigações prosseguirão no sentido de identificar a responsabilidade pela remessa e destinação da droga apreendida.

Secretaria da Segurança Pública