Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Comitê Em Frente Mulher programa lives para todo mês de março

Encontros irão acontecer sempre nas segundas-feiras, às 18 horas

Publicação:

MArca oficial do comitê EM FRENTE MULHER, com letras em laranja e roxo, com a silhueta de três rostos femininos
Série de lives irão abordar questões de violência contra a mulher - Foto: Divulgação

No mês em que é celebrado o Dia Internacional da Mulher o Comitê Interinstitucional de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher (Em Frente Mulher) programa uma série de encontros virtuais para abordar temas atuais do combate à violência de gênero. A série de lives começa na próxima segunda-feira (1º/03), às 18 horas, e será transmitida na página do Facebook do Governo do Estado

O tema do primeiro encontro será As Faces da Violência Doméstica e terá a participação da titular do 1º Juizado da Violência Doméstica e Familiar contra Mulher da comarca de Porto Alegre, juíza Márcia Kern, da diretora do Instituto Avon, Daniela Marques Grelin e da atriz, diretora e produtora Deborah Finocchiaro, da websérie Confessionário.

Em um país em que a violência contra a mulher é tradicionalmente naturalizada, o debate de abertura da programação de março busca encontrar as raízes desse problema para transformar a cultura e desconstruir o comportamento violento da sociedade. Prevenir e combater a violência contra as mulheres é uma tarefa complexa e exige, como política pública, a articulação de uma ampla rede integrada de atenção à mulher que vive em situação de violência.

Ainda na sua forma típica, a violência doméstica contra a mulher envolve atos repetitivos, que vão se agravando, em frequência e intensidade, como coerção, cerceamento, humilhação, desqualificação, ameaças, agressões físicas e sexuais variadas. Além do medo constante, esse tipo de violência pode resultar em danos físicos e psicológicos permanentes.

Engajamento no combate a violência

O Instituto Avon desde 2008 aborda enfaticamente a temática da violência contra a mulher com atuação nas mais diversas áreas, articulando ações e promoções e apoiando projetos com a temática. Em 2019 a empresa conquistou o prêmio bronze, no festival de Leão de Cannes, com a campanha Você não Está Sozinha. Na iniciativa são abordadas sete situações de violência doméstica, sob a ótica da única testemunha do crime, um objeto da casa. As histórias foram pautadas nas características de crimes de Maria da Penha: física, sexual, psicológica, moral e patrimonial.

A diretora, produtora e atriz, Deborah Finocchiaro, desenvolveu, em meio a quarentena pela pandemia do novo coronavírus, a websérie Confessionário – Relatos de Casa. A produção brasileira aborda a violência doméstica através de diversos relatos de vítimas adaptados para monólogos interpretados por atrizes. Uma segunda temporada da produção estreou em fevereiro no instagram do projeto.

Confira a programação completa:

01/03 – As faces da violência doméstica

  • Marcia Kern – Juíza designada do 1º Juizado da Violência Doméstica e Familiar contra Mulher da comarca de Porto Alegre
  • Daniela Grelin – Diretora Executiva do Instituto Avon
  • Deborah Finocchiaro – Atriz , diretora e produtora da  Websérie Confessionário

08/03 – O que é feminismo?

  • Paola Pinent – Advogada e membro da Rede Minha Porto Alegre
  • Joanna Burigo - Fundadora da Casa da Mãe Joanna – Comunicação e Educação Feminista sobre Gênero
  • Fernanda Bastos - Jornalista, poeta, tradutora e editora; CEO da Figura de Linguagem

 15/03 – Como proceder em uma situação de violência?

  • Jeiselaure Rocha de Souza – Diretora da Divisão de Proteção e Atendimento à Mulher do RS/Polícia Civil
  • Ivana Bataglin – Promotora de Justiça, da Promotoria de Justiça Especializada de Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Porto Alegre.
  • Carolina Almeida Rodrigues – advogada do Centro Estadual de Referência da Mulher Vânia Araújo Machado
  • Major Karine Pires Soares Brum - Coordenadora Estadual das Patrulhas Maria da Penha/BM

 22/03 – Violência doméstica na pandemia

  • Fabiana Pajel – Juíza do Juizado da Violência Doméstica e Familiar de Canoas
  • Bianca Feijó – Diretora do Departamento de Políticas para as Mulheres da SJCDH
  • Maiaja Franken de Freitas – Presidente da Comissão da Mulher Advogada (CMA)/ OAB Passo Fundo e Coordenadora do GT em Defesa das Mulheres, CMA OAB Seccional RS

 29/03 – Masculinidade tóxica e Grupos Reflexivos de Gênero

Participação

  • Clarissa Lima – Assessora de Diversidade na SEDAC
  • Lucas Motta Brum – Psicólogo clínico e Mestre em psicologia, co-Fundador do coletivo ConversAe
  • Madgéli Frantz Machado - Juíza de Direito Titular do 1º Juizado de Violência Doméstica e Familiar de POA

Texto: Lurdinha Matos/SSP

Edição: Ascom SSP

Secretaria da Segurança Pública