Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Alunos-soldados da Brigada Militar iniciam estágio supervisionado em Porto Alegre

Atividade faz parte do currículo do curso de formação para ingresso no efetivo da tropa

Publicação:

Dois policiais militares em pé, parados ao lado de um ponto de ônibus, observam o movimento na rua à frente.
Objetivo do estágio é proporcionar aos novos servidores experiências práticas do policiamento de rua - Foto: SD Pablo Kardozo/BM

Desde o último sábado, dia 10 de outubro, as unidades do Comando de Policiamento da Capital (CPC) contam com reforços para o policiamento ostensivo em Porto Alegre. Tratam-se dos alunos-soldados, que estão realizando o estágio supervisionado I e II, disciplina que compõe a grade curricular do curso de formação de soldados da Brigada Militar (BM). Os novos policiais militares realizarão o treinamento até 1º de novembro, atuando sempre aos finais de semana e feriados. 

Foto fechada na braçadeira de um aluno-soldado da BM, com o símbolo da Escola de Formação e Especialização de Soldados de Porto Alegre (EsFES-POA)
Turma está em curso na Escola de Formação e Especialização de Soldados de Porto Alegre (EsFES-POA) - Foto: SD Pablo Kardozo/BM

O objetivo do exercício é proporcionar aos novos servidores experiências práticas, capacitando-os para desempenharem as missões incumbidas à BM. Para isso, durante o período de 22 dias em que estarão presentes nas ruas da capital, os 177 policiais militares em formação irão realizar atividades de fiscalização sobre o ambiente social, de forma a prevenir ou neutralizar os fatores de risco que possam comprometer a segurança das pessoas ou do patrimônio, assim como a ordem pública. Esse contingente é parte dos mais de 850 alunos-soldados em curso nas escolas de formação no Estado. 

“O desafio consiste em preparar o profissional da segurança pública para atuar na proteção e defesa da cidadania. A pretensão é possibilitar que o aluno ponha em prática os conhecimentos adquiridos (durante o curso), quando da execução da atividade de Polícia Ostensiva durante o desenrolar do Estágio Supervisionado”, ressaltou o Diretor do Departamento de Ensino da Brigada Militar, tenente-coronel Marcus Vinicius Gonçalves Oliveira. 

Soldados lado a lado em posição de sentido batem continência para oficial que supervisiona atividade de estágio da EsFES-POA.
Atividade nas ruas é sempre supervisionada por professores da EsFES-POA - Foto: SD Pablo Kardozo/BM

Monitorados por professores e equipe de supervisão escolar durante todo o período do estágio, os Alunos-Soldados terão suas habilidades avaliadas regularmente. Conforme o tenente-coronel, a tática é utilizada para que o corpo docente analise se os novos brigadianos “estão desempenhando a atividade seguindo os padrões que foram pré-estabelecidos, o que favorece o fortalecimento da cultura e da técnica policial, assim como propiciar, quando necessário, a revisão dos procedimentos e metodologia de ensino.” 

Além dos cuidados adotados para com os membros da corporação, a Brigada Militar também toma medidas cautelares com a população, como aponta Marcus Vinicius. A principal é garantir a saúde mental e física do policial militar, deixando-o em condições de prestar o atendimento adequado à sociedade. Outro foco, neste período de pandemia, é em relação às prevenções contra a covid-19. Desta forma, para evitar um possível contágio entre cidadãos e brigadianos, os profissionais são orientados a seguir os procedimentos operacionais padrão, bem como utilizar equipamentos de proteção individual (EPI´s) - o que é seguido de igual forma por homens e mulheres já formados na Instituição.  

Os alunos-soldados, divididos em nove turmas, e que estão se preparando para iniciar a segunda semana de atividade, atuam nas áreas do 1º, 9º, 11º, 19º, 20º e 21º Batalhões de Polícia Militar. Além da prática nas ruas, as instruções regulares do curso também seguem sendo executadas pelos novos policiais militares.

Dois policiais militares caminham lado a lado em uma calçada. Do outro lado da rua, ao fundo, aparece o prédio de uma igreja.
Alunos-soldados vão realizar atividades de fiscalização sobre o ambiente social para evitar riscos às pessoas e ao patrimônio - Foto: SD Pablo Kardozo/BM

Texto: Guilherme Maia/ estagiário PM5
Edição: Carlos Ismael Moreira/SSP

Secretaria da Segurança Pública