Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Operação Angico da BM contribui para queda em ataques a banco no Estado

Publicação:

Brigadiano armado olhando para frente
A operação impediu uma tentativa de furto na serra Gaúcha - Foto: Sd Vinicius - BOPE
Por Soldado Adriély Escouto-PM5 / Edição: Tamires Rodrigues SSP/RS

Há alguns meses, muito se noticiou sobre os ataques a banco envolvendo o novo cangaço no Rio Grande do Sul.  A prática, que consiste na utilização de reféns como cordão humano para proteção dos criminosos durante o delito, alarmou cidades do interior do Estado, onde este tipo de ataque se tornou mais comum.

Essas notícias, bem como este tipo de ação, foram diminuindo no cotidiano dos gaúchos. Resultado do empenho das forças de segurança, que levou o primeiro semestre de 2020 a encerrar sem que nenhum roubo nesta modalidade tenha sido contabilizado. 

Os ataques a banco em geral diminuíram, sendo furtos ou roubos, tanto na modalidade do novo cangaço ou não. A comprovação é a observação do cenário atual frente ao quadro de cinco anos atrás. Na comparação do primeiro semestre de 2016 com igual período de 2020, as investidas contra estabelecimentos bancários passaram de 150 a 29 (-81%). 

Comparando os 50 roubos e furtos a instituições bancárias ocorridos entre janeiro a junho de 2019, os 29 do primeiro semestre deste ano representam  redução pela metade, de 50,8%.

A Brigada Militar (BM) teve importante contribuição nessas estatísticas com a realização da Operação Angico. A Instituição intensificou ações de enfrentamento a esses crimes e atua com base em três estratégias:

-  Fiscalização ativa para evitar desvio, furto e roubo de explosivos;

- Operações focadas em prisões de criminosos especializados neste tipo de delito;

- Utilização de efetivo especializado com suporte de inteligência policial.

00:00:00/00:00:00

OPERAÇÃO ANGICO

Você sabia que os ataques a banco no geral diminuíram no RS e que no primeiro semestre de 2020 nenhum roubo a estabelecimento bancário, na modalidade do novo cangaço, foi realizada no Estado? Quer saber de que maneira a Brigada Militar teve contribuiçã Crédito: Brigada Militar

Confira acima o vídeo que apresenta como a corporação vem somando esforços e atuando em conjunto com as mais diversas modalidades de policiamento na redução da criminalidade.

Curiosidade: Porque este nome?


Com o foco em prevenir e combater ataques ao estilo novo cangaço, a Operação Angico foi assim batizada, em referência ao local da morte de Lampião. O cangaceiro e seu bando foram mortos em confronto com a polícia na grota de Angico, no município de Poço Redondo, no Sergipe, em 1920.

Secretaria da Segurança Pública