Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Polícia Civil inaugura uma das maiores e mais modernas delegacias de polícia em Marau, no norte do Estado

Planejada para otimizar os serviços oferecidos pela instituição, a delegacia tem mais de 1.500 m²

Publicação:

Primeiro andar da delegacia, na parede do lado direito, banner com logo da polícia civil e ao final da sala, recepção separada por um vidro.
O primeiro andar da delegacia conta com salas de apoio à mulher e grupos vulneráveis - Foto: Rodrigo Ziebell/GVG

A Polícia Civil inaugurou oficialmente, nesta quarta-feira (12/1), um dos maiores e mais modernos órgãos da instituição no Estado. A nova sede da Delegacia de Polícia de Marau foi planejada para prestar um serviço de excelência para a população. O vice-governador e secretário da Secretaria da Segurança Pública, delegado Ranolfo Vieira Júnior participou da solenidade. A cerimônia seguiu todos os protocolos de prevenção à Covid-19, como distanciamento, uso de máscara e álcool gel.

Na oportunidade, o vice-governador e secretário da Segurança Pública, delegado Ranolfo Vieira Júnior, parabenizou a equipe responsável pela nova delegacia, referência no Estado. “Eu quero afirmar que estamos inaugurando a delegacia mais moderna do Brasil. Sem dúvidas a comunidade da região está recebendo o melhor equipamento de Polícia Civil”, disse.

A delegacia do município, que funcionou por mais de 35 anos na Avenida Barão do Rio Branco, agora passa a ter nova sede, ao lado do Fórum e do Ministério Público. A nova estrutura está em um terreno de 2.400 m², sendo 1.500 m² de área construída, distribuídas em três andares e 52 salas. O investimento para a nova estrutura ultrapassa R$ 3,5 milhões e foi possível graças a um convênio entre Estado, município e iniciativa privada, além da colaboração de empresários e cidadãos de Marau. Em contrapartida para a construção, a PC vai entregar para a administração municipal o terreno onde funcionavam as antigas instalações do órgão, uma área avaliada em R$ 2,2 milhões. A nova sede demorou 18 meses para ficar pronta.

Policiais civis que atuam em Marau, em frente ao banner da PC na recepção da nova delegacia.
Atualmente, a Delegacia de Polícia de Marau é composta por 16 Policiais Civis - Foto: Rodrigo Ziebell/GVG

Ativo desde 2014, o Sistema Olho Vivo é uma tecnologia que está abrigada dentro do Setor de Investigações. Porém, no novo espaço, a capacidade de processamento de imagens será ampliada – serão seis monitores de 50 polegadas, três computadores para o manuseio de vídeos e duas máquinas para o monitoramento propriamente dito. Até então, antes da inauguração da sede, a tecnologia funcionava com um computador e somente dois monitores.

O delegado Norberto dos Santos Rodrigues, titular da delegacia, enfatiza que as instalações do órgão foram planejadas para oferecer um serviço qualificado. A sala que será utilizada para os interrogatórios já foi instalada com todas as adequações tecnológicas necessárias para função, como isolamento de som externo. “Nossa delegacia possui uma estrutura tecnológica e de ponta. A sala de depoimentos é sem janelas e praticamente sem móveis, com paredes mais grossas que impedem que o barulho externo atrapalhe o interrogatório. Quando necessário, o espaço está preparado para receber o detector de mentiras”, explica o delegado.

Atualmente o polígrafo, um aparelho com tecnologia israelense, é único na Polícia Civil e está sob responsabilidade do Gabinete de Inteligência e Estratégia (GIE), no Palácio da Polícia. Sempre que necessário, é utilizado pelas unidades do Estado. Uma das salas de interrogatório está preparada para receber o aparelho e também poderá ser utilizada para reconhecimentos pessoais de suspeitos e objetos.

Viatura da Polícia Civil, modelo Camaro, em frente a nova delegacia.
Com um espaço plural e reservado para o atendimento, a delegacia busca se tornar um ambiente referência no Estado e no país - Foto: Rodrigo Ziebell/GVG

O primeiro andar da delegacia conta ainda com salas de apoio à mulher e grupos vulneráveis, ambiente de espera para registro de ocorrências, além de depósito, secretaria, gabinete, banheiros adaptados, quatro celas, 11 cartórios serviço e amplo serviço de investigação, com 15 salas. Já no segundo pavimento, a estrutura oferece sala de reuniões, vestiários masculino e feminino, dormitórios, cozinha e banheiros. O edifício possui também uma garagem no subsolo. A nova casa da Polícia Civil na cidade de Marau conta com infraestrutura para o plantão de 24h, linha de tiro, campo de treinamento e auditório.

Oferecer um atendimento qualificado ao cidadão é um dos eixos que norteiam o Programa RS Seguro, desenvolvido pelo Estado para consolidar e ampliar a redução dos indicadores de criminalidade, bem como criar no RS um ambiente seguro para se viver e investir. Com um espaço plural e reservado para o atendimento, a delegacia busca se tornar um ambiente de referência da instituição, não só no Estado, como também no país.

Vice-governador e secretário da Segurança Pública, delegado Ranolfo Vieira Júnior, discursando na inauguração.
O vice-governador e secretário da SSP, delegado Ranolfo Vieira Júnior, afirma que a delegacia é a mais moderna do país - Foto: Rodrigo Ziebell/GVG

Outro ponto destacado por Ranolfo são os resultados do RS Seguro, com as quedas históricas dos indicadores. “É o terceiro ano que estamos traduzindo os indicadores de criminalidade. Dos 497 municípios gaúchos, 265 não registraram nenhum homicídio em 2021 e Marau é um deles”, comemorou.

A chefe de Polícia, delegada Nadine Anflor, esteve presente na inauguração e reforçou o compromisso da PC no combate à criminalidade e na qualificação do atendimento ao público. “Essa delegacia resume com exatidão o nosso desejo enquanto Polícia Civil: a oferta de um trabalho de excelência para o cidadão, com um ambiente confortável e acolhedor que merecem todos que buscam nossos serviços”, enfatiza a chefe Nadine.

Autoridades aplaudem a placa de inauguração do novo espaço.
Autoridades como o Vice-governador do RS e a Chefe de Polícia participaram da solenidade de inauguração da DP - Foto: Rodrigo Ziebell/GVG

O prefeito da cidade, Iura Kurtz, relembrou a trajetória de trabalho e das obras e agradeceu a parceira da Polícia Civil com o Executivo e Legislativo municipal. “Estamos entregando uma delegacia de 1461m2 ao governo do Estado. Estamos entregando ao povo de Marau e a nossa região e queremos que sirva de exemplo e de marco para que todas as obras que façamos tenham essa visão de futuro. Marau está orgulhosa desta entrega”, falou.

Atualmente, a Delegacia de Polícia de Marau é composta por 16 Policiais Civis que se dividem entre gabinete, plantão 24 horas, cartórios e investigação. Inaugurada oficialmente nesta quarta-feira, a unidade já vinha desenvolvendo atividades desde agosto do ano passado.

Além dos serviços de registro e investigação, a DP também atua em acolhimento ao público feminino com uma Sala das Margaridas e, desde março de 2021, desenvolve atividades do o Programa Mediar e do projeto Papo de Responsa.

Viatura da Polícia Civil, camionete Hilux, estacionada na frente da nova delegacia.
Nesta quarta-feira (12/01) inauguram-se também a Sala das Margaridas, o Programa Mediar e o Programa Papo de Responsa - Foto: Rodrigo Ziebell/GVG

Sala das Margaridas

É uma das principais políticas de acolhimento a mulher vítima de violência familiar. Um espaço amplo foi destinado para ser a Sala das Margaridas na DP de Marau. O ambiente oferece conforto para as mulheres que buscam atendimento.

No espaço reservado, mais calmo do que um plantão policial, as vítimas podem registrar sua ocorrência policial, ser ouvidas de forma adequada por policiais civis capacitados e solicitar medidas protetivas, além, é claro, de ter a sua disposição todas as demais ações que fazem parte da Lei Maria da Penha.

Em todo o Estado, entre Delegacias de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) e outras unidades distritais, a Polícia Civil já conta com um total de 46 Salas das Margaridas espalhadas por todas as regiões.

Espaço de treinamento

Durante as obras de construção da nova DP, foi adicionado ao projeto original um espaço para treinamento e qualificação policial que será disponibilizado aos agentes do órgão e da região. Ao lado do prédio, num terreno de 800m² doado pela prefeitura, foi implantada uma linha de tiro e um espaço para a prática de técnicas policiais.

O delegado Norberto Rodrigues explica que esta funcionalidade beneficia os agentes de Marau e região na constante qualificação das técnicas policiais. “A casa terá paredes móveis, ou seja, poderá ser desmontada a qualquer momento, sendo possível, então, aumentar o espaço para a linha de tiro. Inicialmente o espaço terá 45 metros de cumprimento e 14 de largura”, explica.

Texto: Lurdinha Matos/SSP e Ascom/PC
Edição: Carlos Ismae Moreira/SSP

Secretaria da Segurança Pública