Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Gaúchos mais seguros

Publicação:

Por Edson de Oliveira Goularte - Secretário de Estado da Segurança Pública

Ao destacarmos esse título para contextualizar nosso artigo, o fizemos com a certeza de que o povo gaúcho já percebe eaplaude a melhora significativa e os resultados a cada dia mais positivos das nossas polícias. O melhor exemplo deste novo momento da segurança é a redução, nos três anos de nosso governo, de 67.779 ocorrências criminais no comparativo acumulado entre dezembro de 2009 e dezembro de 2006.

Em dezembro de 2006, registrávamos um total de 348.929ocorrências cadastradas nos 11 indicadores prioritários decriminalidade da SSP. Em dezembro de 2009, esse númerocaiu para 300.229 ocorrências, mesmo com o crescimento populacional e da frota de veículos no período. Isso é fruto do reaparelhamento material e humano, de planejamento, estratégia e ação de um governo que disponibilizou R$ 463 milhões para o segmento.

A certeza de estarmos trilhando um caminho de permanente qualificação também pode ser destacada nos mais de 9 mil servidores contratados, nas mais de 2 mil novas viaturas rodando em 83% dos municípios – atingindo 96% da população gaúcha – e no verdadeiro canteiro de obras em que se transformou o sistema prisional. De uma única vez incorporamos 3.552 novos policiais militares, a maior inclusão da história da Brigada Militar, representando 142 mil horas a mais de proteção para nossa sociedade. Na Polícia Civil, estamos incluindo um total de 1.143 novos servidores, algo que há muito não ocorria.

Quando se fala em presídios, os resultados são ainda mais impactantes: estamos acrescentando mais de 1,2 mil novas vagas ao regime semiaberto, com a entrega de albergues que resgatam a dignidade dos apenados e dos servidores penitenciários, no que denominamos de Novo Paradigma. A histórica defasagem de vagas no regime fechado também está sendo enfrentada com coragem. As obras implementadas, em andamento e os projetos e licitações farão com que ultrapassemos 10 mil novas vagas de oferta. Isto não é discurso, é ação efetiva, nunca antes feita nessas proporções.

E uma constatação: nunca se prendeu tanto quanto agora. No que denominamos de Programa Estruturante Cidadão Seguro, focamos na recomposição dos efetivos, renovação da frota, modernização da inteligência e ampliação, reforma e construção de unidades prisionais. Segurança como estratégia e prioridade, com a contratualização de metas, ações e resultados, no mais absoluto respeito pela coisa pública. E com orgulho de estarmos devolvendo ao nosso povo o que a nós foi confiado: a melhora na qualidade de vida.

Artigo publicado no jornal Zero Hora em 22 de maio de 2010.

Conteúdos relacionados

Secretaria da Segurança Pública